NegóciosIndústria

ArcelorMittal Vega prioriza a sustentabilidade em sua operação fabril voltada à preservação ambiental

A ArcelorMittal Vega segue as diretrizes do avançado Sistema de Gestão Ambiental (SGA) da ArcelorMittal Brasil, que prevê a realização dos controles conscientes de água, efluentes líquidos, de resíduos sólidos, de emissões atmosféricas, qualidade do ar e da biodiversidade. 

Considerando a instalação em São Francisco do Sul, a unidade foi construída com modernos e eficientes sistemas de operação que otimizam a utilização de recursos naturais, como o hídrico, e minimizam o seu consumo. Desde a fase de projeto da planta, a empresa optou por alternativas que visassem à minimização de impactos ao meio ambiente, chegando a uma considerável redução da expectativa de consumo de água. Mesmo tendo dobrado a capacidade produtiva ao longo dos 16 anos de operação, a unidade conseguiu manter o consumo abaixo de 22 l/s e, desta forma, contribui com a disponibilização deste recurso natural para a comunidade de São Francisco do Sul. 

O baixo consumo de água em Vega é resultado da recirculação de 98,5%, conquistados a partir de investimentos em equipamentos que aprimoram a produção de alta tecnologia para tratamento hídrico. Desta forma, a unidade consegue potencializar o uso do líquido nas operações, priorizando a redução, recirculação e reúso interno. 

A partir de 2014, o consumo de água em Vega passou a ser gerido a partir do Plano Diretor de Águas (PDA), premiado internacionalmente pelo Steelie Awards em 2018, realizado pela Worldsteel Association. O PDA garante a disponibilidade do recurso para as operações em curto, médio e longo prazos e inclui ações contínuas para aumentar a eficiência, reduzir o consumo, identificar fontes alternativas de suprimento de água e maximizar o reúso de efluentes.

Crédito foto: André Kopsch

Assine nossa Revista

Garanta sua assinatura e receba a revista em casa!